sábado, 4 de abril de 2015

Escola australiana mantinha criança autista em área cercada

Uma escola pública de ensino primário de Camberra, capital da Austrália, está sendo investigada por manter uma criança autista de 10 anos presa em uma estrutura parecida com uma jaula. A área cercada, de dois metros por dois metros, mantinha o menino isolado dos outros alunos dentro da sala de aula, segundo a rede australiana ABC.
A ministra da Educação local, Joy Burch, exigiu abertura de inquérito e afastamento do diretor da escola durante as investigações. Não foram divulgadas imagens da sala de aula.
Especialistas apontam a necessidade urgente de discussão sobre normas para a educação de autistas em escolas regulares. "Muitas vezes, crianças autistas acabam frequentando instituições de ensino que oferecem uma assistência muito limitada" disse à ABC Nicole Rogerson, diretora do Austism Awareness Australia, organização australiana que promove programas de conscientização sobre a doença. Continua: http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/escola-australiana-mantinha-crianca-autista-em-area-cercada



Nenhum comentário:

Postar um comentário