sexta-feira, 6 de março de 2015

Autismo tem origem genética na grande maioria dos casos

Comparação entre dados de gémeos iguais e "falsos" aponta para forte predominância de aspetos hereditários sobre os ambientais.

Entre 76% e 95% dos casos de desordens do espectro autista (DEA) são explicados por fatores genéticos. A conclusão é de um estudo do Medical Research Council (MRC), do Reino Unido, envolvendo investigadores do King"s College de Londres e de vários serviços de saúde.
A hereditariedade das DEA - que incluem, além do autismo propriamente dito, a síndrome de Asperger e a mais rara síndrome de Rett - já era há muito apontada pelos especialistas da área. Mas esta foi a primeira vez que um estudo "mediu" a sua influência nestas doenças num grupo alargado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário