segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Cientistas identificam mutação que provoca o autismo e outras complicações cognitivas


Flávia Franco - Correio Braziliense
Publicação: 06/10/2014 14:30 Atualização:

O transtorno do espectro autista é caracterizado pela incapacidade de estabelecer relações sociais. Iniciado na infância, tem como marcas a incapacidade de comunicação, os comportamentos repetitivos e compulsivos e geralmente está relacionado a outros distúrbios de saúde mental, como falhas cognitivas. A causa do problema ainda não é clara para cientistas e médicos. Em um trabalho recente, pesquisadores do Hospital Infantil de Boston e da Faculdade de Medicina de Harvard, ambos nos Estados Unidos, apontam para uma mutação genética que pode explicar por que o cérebro de autistas funciona de maneira diferente.

Publicado na revista Cell Reports, o estudo afirma que, além de muitas vezes ocorrerem em conjunto, o autismo e a deficiência intelectual podem compartilhar causas genéticas. De acordo com Chiara Manzini, líder do estudo, uma mutação no gene CC2D1A está ligada às duas complicações. “São problemas heterogêneos, ou seja, causados por genes distintos. Então, tivemos que focar em grandes famílias com muitas crianças afetadas de modo que uma análise genética pudesse ser realizada de forma independente”, detalha.(...)
Continua:

Nenhum comentário:

Postar um comentário