domingo, 18 de maio de 2014

Carta/Desabafo de Rita Valéria - AMA - Bahia



Eu só queria uma COPA!

Eu sou uma mãe determinada, forte e guerreira que dedica a vida à conquista dos direitos da pessoa com  autismo: meu filho (autista, hoje, com 21 anos) e mais todos que hoje estão frequentando a Associação de Amigos do Autista da Bahia - AMA-BA. E por aqueles que por falta de estrutura e recursos, ainda, não consegui atender. 

Nunca vou deixar de lutar! Estou lutando por uma COPA, ou melhor, uma COPA, uma cozinha, salas de aula, banheiros, consultórios, quadra de esporte, piscina e tudo que um Centro Educacional Especializado precisa ter para oferecer uma educação digna e de qualidade para quem tem Transtorno do Espectro Autista.
Que país e esse? Eu vivo uma tremenda dificuldade para conseguir dinheiro para pagar contas e manter os atendimentos, que abarcam expectativas e sonhos das famílias e a evolução das nossas crianças e jovens. Para qualquer instituição filantrópica cada dia é vivido intensamente com desafios e preocupações. 

Na AMA realizamos um trabalho sério, responsável, competente com resultados significativos,  porém suado, sofrido e corrido, construído ao longo de 11 anos. A metodologia pedagógica é inovadora e tem agregado muito à evolução de pessoas com autismo, sendo passível de investimento para um país desenvolvido e também para aqueles que reconhecem a educação e a saúde como direitos.

A metodologia tem bases teóricas sólidas e foi pesquisada, estudada, planejada, experimentada e os resultados são registrados e divulgados em gravações de videos e relatórios. É aplicada de forma individual, observada,  analisada e avaliada para sua aplicabilidade. Construímos recursos, com baixo poder aquisitivo, que facilitam a inclusão que tanto desejamos, pensamos e queremos. Quantos meninos que melhoraram com nosso trabalho! Quanto esforço para tudo!!!!!!!!

A COPA que eu quero construir não é a mesma COPA que os governantes querem construir. A minha COPA vai fazer muitos gols: gol da inclusão social da pessoa autista, gol ao facilitar a escolarização de crianças autistas, viabilizando a matrícula e permanência na rede regular de ensino. Isto, goool da promoção do diagnóstico e da intervenção precoces, goool da liberdade de autistas que vivem em cárcere domiciliar, goool na formação dos acadêmicos que desconhecem a inclusão, goool da à qualidade de vida para os familiares, goool de construção de uma sociedade mais justa e digna em nosso país, o país da copa que apenas os estrangeiros conseguirão ver, mas que nós brasileiros deveremos sentir, infelizmente.

Acorda povo brasileiro, pois depois da COPA seus filhos continuarão com escolas sem qualidade e as nossas crianças e jovens com autismo aguardando vagas para atendimento e para concretização de seus direitos.

O que vai ser dos nossos filhos depois da COPA? Eles nunca estiveram na condição de "COPA" para nossos governantes. Quem dera que um dia estivesse!Tudo seria bem diferente.

A COPA que desejo ver, ou melhor, ajudar a construir e mostrar para o mundo é  uma COPA mais simples, com custos muito menores e que daria a muitas famílias, a satisfação e tranquilidade de ver seu filho assistido e estimulado. Temos um terreno que recebemos como doação da Câmara de Vereadores de Salvador e da Prefeitura. Queremos muito construir a nossa COPA, que irá com certeza, amenizar as dores de muitos familiares de autistas, facilitar diagnósticos e dar um tratamento digno para quem precisa. Será um Centro de Pesquisa constante sobre o autismo, com descoberta e construção de tecnologias. 

Desta COPA, sim, todos devem participar. Vou ousadamente fazer uma convocação de todos os craques que poderão bater um bolão para fazer essa simples COPA ser construída: 1-pessoa física; 2-pessoa jurídica; 3-engenheiros; 4-arquitetos; 5-donos de construtoras; 6-donos de lojas de material de construção; 7-artistas, 8- universidades; 9-meios de comunicação; 10-pais; 11-amigos da causa do autismo.
O time ficou completo e o coração cheio de esperança de ver a COPA chegar até a AMA-BA. Já consigo ouvir e alegrar-me em  um estádio cheio de crianças e jovens com autismo, pais, familiares e nossos profissionais em uma só voz gritando: 

 

- GOOOOOOOOLLLLLLLLLL !!!

- CONSEGUIMOS! CONSTRUÍMOS NOSSA  SEDE !!! Nossa querida e SONHADA AMA-BA!!!!!!!. A AMA-BA que sustentou e sustenta nossas dores, alegrias, desejos, expectativas e esperanças e tudo que já aconteceu em nossas vidas e na vida de nossos queridos filhos. 

Na AMA-BA  descobre-se que o luto pode ser vencido pela LUTA. 

Por isso, nunca vamos deixar de lutar para nossos filhos. Que eles possam ter uma "COPA", um lugar ao "SOL" da nossa CIDADE CHAMADA SALVADOR.
No final de 2014 não teremos para onde ir, caso nossa COPA não seja construída. Triste fim se você não puder dizer um sim.
Nossos bilhetes (passaporte para construção da AMA-BA) estão agora distribuídos no coração de cada um que ler esta carta.

Você tem amigos? Por favor, divulgue minha carta pelo Brasil e pelo Mundo.

RITA VALÉRIA BRASIL SANTOS

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário