quarta-feira, 6 de julho de 2011

Morre especialista em autismo


Morre especialista em autismo
Marcos Mercadante tinha 51 anos e organizou instituição para financiar estudos sobre o distúrbio

O psiquiatra Marcos Tomanik Mercadante, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), morreu sábado passado, dia 2 de julho. Tinha 51 anos e era um dos principais especialistas em autismo no país.

 Formado em medicina pela Universidade de São Paulo (USP), Mercadante especializou-se em psiquiatria infantil durante temporada com a equipe de James Leckman na Universidade Yale, Estados Unidos. No retorno ao Brasil decidiu dedicar-se à investigação das raízes biológicas do autismo.

Ante a carência de estudos nacionais sobre o transtorno, inspirou-se em uma experiência da ONG norte-americana Autism Speaks e reuniu pesquisadores e pais de autistas na Autismo & Realidade, que tem como objetivo divulgar informações sobre o distúrbio e arrecadar fundos para financiar pesquisas na área.

Em maio deste ano, com a saúde debilitada pelo tratamento contra um câncer de pâncreas descoberto em 2010, Mercadante fez questão de atender a reportagem de Pesquisa FAPESP para falar sobre um trabalho que publicara recentemente – o primeiro levantamento da prevalência de autismo entre crianças brasileiras – e dos estudos em andamento. Na época preparava um artigo em que tentava relacionar alterações genéticas e bioquímicas no cérebro às manifestações clínicas do autismo.

Leia a reportagem de capa de junho, que inclui o trabalho de Mercadante.


Nenhum comentário:

Postar um comentário